Tratamento ortodôntico: devo fazer antes ou após a reabilitação com implantes dentários?

A perda de um dente pode ocasionar diversos problemas para a vida de uma pessoa, principalmente danos estéticos que afetam a sua autoestima e bem-estar. Para solucionar esse contratempo, o implante dentário é uma boa opção. Aliado a esse tratamento pode ser recomendado o uso de aparelho ortodôntico, o qual define o espaço adequado para a inserção dos pinos e dentes artificiais.

Você está nessa situação e tem muitas perguntas não respondidas sobre o tema, especialmente sobre como funciona o implante e o uso do aparelho para reabilitação, assim como a ordem do tratamento — primeiro tratamento ortodôntico ou o implante? Então este é o artigo certo para você!

Separamos os pontos mais relevantes sobre o assunto para sanar as suas dúvidas sobre o tratamento de implante dentário associado ao aparelho ortodôntico. Vamos conferir?

Como funciona um implante dentário?

Uma pessoa pode perder um dente por diversos motivos, entre eles estão os acidentes de impacto, cáries que não tiveram um tratamento adequado e problemas na gengiva, a qual é fundamental para sustentar os dentes. Como ninguém deseja ficar com desfalque na arcada dentária, o implante dentário é uma ótima forma de corrigir essas falhas.

Esse procedimento é realizado para substituir um ou diversos dentes que já foram perdidos ou precisam ser removidos. A técnica envolve a inserção de um parafuso de titânio, também chamado de pino, no osso mandibular ou maxilar do paciente.

Após o período de osseointegração, que é quando o material implantado se integra ao osso, o parafuso está pronto para receber uma coroa protética, a qual será rosqueada sobre essa estrutura que imita a raiz natural do dente.

 

O aparelho ortodôntico deve ser usado antes ou depois de fazer o implante?

Essa é certamente a principal dúvida dos pacientes que precisam passar por ambos os tratamentos. Qual a hora certa de usar o aparelho ortodôntico? Antes ou depois de colocar os pinos? Na grande maioria dos casos, o implante somente deve ser realizado após concluir o tratamento ortodôntico ou quando ele já estiver bem perto do fim.

Essa é a melhor alternativa ao considerar que somente após o uso do aparelho é que o ortodontista terá uma visão clara sobre os espaços livres na boca do paciente. Assim, durante o tratamento, pode ocorrer uma movimentação que provoca o fechamento ou abertura de espaços vazios, o que influencia diretamente no recebimento do implante.

Em alguns casos, pode ser necessário realizar o implante de dentes do fundo antes de instalar o aparelho no paciente, pois eles são fundamentais para a ancoragem e servem como apoio para reposicionar os outros dentes.

É possível realizar um tratamento com aparelho ortodôntico após colocar um implante?

Apesar de o recomendado ser usar aparelho antes de implantar um dente, o tratamento ortodôntico também pode ser realizado em pessoas que já têm dentes implantados na arcada dentária. No entanto, é necessário frisar que, após a osseointegração do pino de titânio no osso do paciente, ele não se movimenta mais.

A raiz natural de um dente tem um tecido denominado ligamento periodontal, o qual é maleável e possibilita a movimentação ortodôntica. Como esse tecido não está presente nos parafusos de titânio, essa movimentação não pode ser realizada.

Isso significa que o uso do aparelho no dente artificial não produzirá resultados, pois nenhuma modificação do lugar em que ele foi instalado será realizada. Assim, o tratamento ortodôntico é comprometido e o seu planejamento ficará restrito conforme o implante já instalado.

Portanto, para conseguir o melhor resultado possível com o tratamento ortodôntico, é necessário considerar essa condição e preferir que o implante seja colocado somente após o uso do aparelho.

Como funciona o tratamento ortodôntico?

Após uma perda dentária, a região ao redor fica muito instável e os outros dentes começam a se movimentar. O que acontece mais frequentemente é a inclinação dessas estruturas em direção ao espaço vazio.

Assim, os pacientes que já perderam um dente há muitos anos, não terão um espaço livre adequado para a instalação de um implante. Por esse motivo, a realização de um tratamento ortodôntico é essencial para recuperar a arcada dentária e possibilitar a instalação do implante em um espaço ideal.

Atualmente, devido às evoluções tecnológicas na área da saúde, os tratamentos ortodônticos estão muito mais rápidos, eficazes e confortáveis. Além disso, já existem opções de aparelhos ortodônticos com uma estética muito mais sutil e delicada, como os modelos que utilizam peças menores e aparelhos transparentes.

Quais são os profissionais responsáveis por cada tratamento?

O profissional que realiza os implantes dentários é o implantodontista e o responsável por instalar o aparelho ortodôntico é o ortodontista, ambos dentistas habilitados e especializados em suas áreas. Para que o seu tratamento seja de sucesso e eficaz como um todo, é fundamental que haja a comunicação entre esses dois profissionais.

Assim, o seu implantodontista encaminhará você ao ortodontista para avaliar a necessidade de um tratamento ortodôntico. Em alguns casos, os espaços deixados pelos dentes perdidos podem ser fechados somente com o uso de aparelho, o que leva um tempo maior e pode não produzir resultados tão bons como o implante. Em outros casos, o ortodontista pode sugerir a inserção de implantes dos dentes de fundo para eles servirem como âncoras durante o uso do aparelho ortodôntico.

Caso um implante seja realizado antes do tempo e em posição inadequada, especialmente na região da frente da arcada dentária, isso pode prejudicar completamente o resultado final e produzir espaços que não são reversíveis com tratamento ortodôntico. Nessas situações, a única solução seria a remoção do implante para reverter o caso do paciente.

Por esse motivo, a atuação em conjunto desses dois profissionais é fundamental para o planejamento e definição da necessidade de iniciar um tratamento com aparelho ortodôntico, assim como o local ideal para inserir um implante dentário em cada paciente. Nas mãos de uma equipe multidisciplinar competente, o paciente tem tudo para voltar a ter um sorriso harmônico e recuperar sua autoestima.

Gostou do nosso post? Então siga-nos nas redes sociais — estamos no Facebook, Instagram, YouTube e LinkedIn — e acompanhe sempre os melhores conteúdos sobre saúde bucal e tratamentos dentários!

RT. CRO-GO-EPAO-425 C.D. Luis Francisco Coradazzi CRO-GO-CD-7747