Cirurgia de freio lingual: entenda como acontece o procedimento!

Quem tem a língua presa sabe como é difícil conviver com ela. Além de prejudicar a fala, a prega de tecido fibroso dificulta a mastigação e pode gerar lesões na boca. Porém, temos uma boa notícia: é possível solucionar esse problema por meio de uma cirurgia de freio lingual, também conhecida como frenectomia.

Esse procedimento trata-se da realização de um corte no freio presente na região inferior da língua, a qual apresenta uma deformidade. A incisão pode ser total ou parcial e tem o objetivo de alterar o nível de inserção na estrutura, reduzir o seu tamanho ou dividi-lo.

Quer descobrir mais detalhes sobre essa cirurgia? Continue a leitura e acompanhe o que separamos para você! Vamos lá?

O que é o freio lingual?

A membrana situada no ventre da língua — a parte de baixo — é chamada de freio lingual. Dependendo do seu tipo e forma de inserção, é necessário realizar a cirurgia para remover o tecido que provoca a língua presa.

Além disso, um segundo tipo de freio também pode existir na boca: o labial. Localizado na linha mediana, pode ocorrer tanto no lábio superior como inferior e, para solucioná-lo, uma frenectomia labial deve ser realizada.

Como o procedimento é feito?

A cirurgia de frenectomia lingual é muito simples e feita sob anestesia local, o que impede que o paciente sinta dor. Atualmente, ela pode ser realizada por meio de duas técnicas diferentes.

Cirurgia convencional

Nessa técnica, o freio lingual é seccionado com um bisturi e suturado com pontos reabsorvíveis ou convencionais, os quais devem ser removidos entre 7 e 10 dias.

Cirurgia com bisturi elétrico

Neste caso, o instrumento utilizado para cortar o freio lingual é o bisturi elétrico. Com ele, o tempo de cirurgia é reduzido, pois, além de cortar, também promove a coagulação e a cauterização imediata do local seccionado.

Dessa forma, a recuperação do paciente é acelerada, pois também diminui a ocorrência de edema. Por fim, outro ponto positivo da técnica é que não há a necessidade de sutura do local.

Quando esse procedimento é indicado?

A cirurgia de freio lingual deve ser realizada sempre que a condição gerar complicações ao paciente, entre elas:

  • alterações na fala, o que pode resultar em bullying, especialmente durante a infância e a adolescência;
  • dificuldades de mastigação e, no caso dos bebês, da sucção do leite materno;
  • lesões no freio devido o atrito com os dentes, o que pode causar muita dor.


Que cuidados tomar após a cirurgia?

A recuperação da cirurgia de frenectomia é rápida e não exige repouso no pós-operatório. No entanto, como qualquer outro procedimento cirúrgico, é preciso seguir alguns passos para que a cicatrização seja favorecida:

  • faça uma dieta pastosa e evite comer alimentos muito duros nos primeiros dias, comidas quentes também devem ser retiradas do cardápio;
  • cumpra todos os cuidados referentes a higiene oral — escovação, fio dental e enxaguante bucal antisséptico — e, na região da cirurgia, escove com menos pressão;
  • tome a medicação prescrita pelo seu dentista, que inclui anti-inflamatórios e analgésicos, na dosagem e tempo correto.

E aí, entendeu melhor como é uma cirurgia de freio lingual? Viu só como é um procedimento simples e de fácil recuperação? Por isso, não há motivos para ter medo. Agora, que tal procurar uma clínica odontológica para realizar o seu procedimento?

Entre em contato conosco e marque uma avaliação para colocar um fim na sua língua presa!

RT. CRO-GO-EPAO-425 C.D. Luis Francisco Coradazzi CRO-GO-CD-7747

RECEBA DICAS PARA TER
UM SORRISO SAUDÁVEL