Tirei meu aparelho dental. Posso fazer clareamento?

Fazer clareamento dental está na lista de desejos de muitas pessoas que gostam de cuidar da aparência e se sentir bem consigo mesmas. O clareamento nada mais é que a retirada de pigmentos escurecedores no dente, os quais provocam manchas.

A cor mais escura, muitas vezes, é acumulada devido a alimentos ou mesmo após o uso de aparelhos ortodônticos.

Existem várias técnicas para tal, entre elas: clareamento caseiro, clareamento com gel no consultório e clareamento a laser. Apesar de o procedimento em casa ser um pouco diferente, o resultado final tende a ser bastante próximo.

Acompanhe a leitura e entenda melhor a diferença entre esses tipos e se é possível fazer clareamento após a retirada do aparelho!

O que é clareamento dentário e quais são suas técnicas?

Então você decidiu se submeter a um clareamento dentário para ter um sorriso mais harmônico, mas está em dúvida sobre o melhor procedimento e a possibilidade de realizá-lo? Vamos por partes.

Como dito no início, clarear os dentes é retirar partes de manchas escuras existentes nele. Isso é feito por meio de um tratamento que consiste em utilizar substâncias químicas que penetram na estrutura do dente, reagem contra os pigmentos e devolvem a sua cor original. Algumas técnicas são as seguintes.

Tratamento caseiro

Consiste em utilizar um gel, dado pelo próprio dentista, que terá a porcentagem da substância clareadora de acordo com cada caso em particular. O paciente também leva duas moldeiras, nas quais será depositada a substância, que serão utilizadas durante o dia, por volta de 2 a 3 semanas.

Ainda que seja feito em casa, tem um acompanhamento prévio e posterior de um profissional, pois será preciso avaliar antes as necessidades individuais e os fatos que podem prejudicar o processo. No final, também serão vistas a eficiência da substância e as consequências, como a sensibilidade.

Tratamento convencional no dentista

De forma parecida, o paciente utiliza um gel, porém, como está sob intervenção direta do dentista, há a possibilidade de usar uma substância mais potente e com percentual mais alto.

A vantagem, então, é que ele é mais rápido, podendo durar apenas 2 horas. Mas pode ser que precise ser feita mais de uma sessão. O resultado final fica próximo ao que seria se usado somente em casa.

Tratamento a laser no dentista

Aqui também será utilizado o mesmo gel. Contudo, terá auxílio de um laser, que tem por função acelerar e deixar mais eficiente o processo, ao fazer com que a substância penetre mais nos dentes.

O resultado também tende a ser semelhante aos outros, pois o limite de clareamento de um dente depende da fisiologia dele.


Afinal, quem pode e quem não pode fazer clareamento?

Antes de iniciar esse tratamento, é necessária uma consulta a um profissional, que vai verificar se deve ser realizado algum procedimento antes, como uma limpeza mais profunda do dente, ou a existência de dor na gengiva, para que, assim, o clareamento tenha mais sucesso.

Na consulta, também serão tiradas as dúvidas e analisada a motivação inicial do paciente a se submeter a esse processo, para que ele esteja dentro de suas expectativas. Ainda, serão expostos os cuidados posteriores que o paciente deverá ter.

Algumas pessoas, em princípio, terão que esperar um tempo a mais para o procedimento:

  • gestantes;
  • lactantes;
  • pessoas abaixo dos 15 anos.

Por fim, você poderá fazer clareamento após retirar o aparelho, sim. O tratamento é, inclusive, visado por alguns que acumularam algumas manchas ao longo do tempo de uso.

Que saber agora algumas verdades e mitos sobre o clareamento dental? Então, siga lendo no link!

RT. CRO-GO-EPAO-425 C.D. Luis Francisco Coradazzi CRO-GO-CD-7747

RECEBA DICAS PARA TER
UM SORRISO SAUDÁVEL