Saiba como funciona a reabilitação oral com implantes dentários

A reabilitação oral é a opção ideal para quem deseja recuperar a região bucal, seja por razões de saúde, estética ou, em alguns casos, por ambas.

Hoje, os implantes dentários, quando planejados de forma adequada por um profissional habilitado, são indicados, por exemplo, a pacientes que apresentam infecções, perdas dentais ou àqueles que têm problemas de mastigação e fonação.

Embora possa ser um processo de longa continuidade, a reabilitação evita que a arcada dentária apresente desequilíbrio. Promove, além disso, ganhos de saúde e de bem-estar capazes de recuperar a autoestima de quem opta por ela.

Quer entender como o tratamento devolve aos pacientes um sorriso harmônico? Continue a ler nosso artigo e conheça as etapas envolvidas.

Com é realizada a preparação para o implante?

A fim de definir se o indivíduo é elegível para um implante dentário, o dentista solicita um raio-X panorâmico da arcada dentária e tomografia computadorizada para estudar sua estrutura óssea.

Além disso, um clínico, em trabalho multidisciplinar, pode requisitar um hemograma e outros exames que garantam, por exemplo, que a coagulação do paciente está normal e adequada para o procedimento.

Como é feito o procedimento?

Recomendada para pacientes que perderam um ou vários dentes, a reabilitação oral com implantes dentários deve ser realizada por especialista na área.

Durante ela, a raiz do dente é trocada por um pino confeccionado de titânio. Ele pode ser colocado no osso maxilar ou mandibular. Caso seja necessário, recorre-se à realização de um enxerto ósseo, a depender da perda apresentada pelo paciente, especialmente de idosos.

Seguro, o procedimento não costuma ser doloroso. Após a primeira etapa, o profissional conclui seu trabalho ao colocar a prótese dentária sobre o pino de titânio. Assim, além de ter baixas taxas de rejeição, ela não impacta sobre os dentes naturais do paciente.


Quais são as recomendações para o pós-operatório?

Quando não há complicações, na maioria dos casos, até três dias após a cirurgia é possível retornar às atividades da rotina. Durante a etapa, compressas geladas e cuidados com a alimentação, mais pastosa e sem alimentos ácidos nos primeiros dias, podem ajudar.

Para que a cicatrização dos implantes dentários se complete, estima-se um período de quatro a seis meses. Depois, é necessário que cada indivíduo siga tendo cuidados específicos com a higiene bucal, utilizando, além de fio dental, escovas unitufo que evitem acúmulo de sujeira.

Vale destacar, ainda, que as medidas de limpeza diária e o acompanhamento com dentista são as principais ações capazes de evitar que o paciente volte a precisar de implantes em outros dentes. Além disso, são as únicas capazes de prevenir os problemas que podem dar início ao comprometimento de um dente, como cáries, periodontite e tártaro.

Mais do que um procedimento odontológico, a reabilitação oral com implantes dentários é um importante passo para auxiliar o paciente a recuperar seu sorriso e sua autoestima, como uma nova chance de cuidar da saúde bucal.

Quer realizar o tratamento ou deseja mais informações? Então, entre em contato com o Centro de Cirurgia Oral e saiba como podemos auxiliar você!

RT. CRO-GO-EPAO-425 C.D. Luis Francisco Coradazzi CRO-GO-CD-7747

RECEBA DICAS PARA TER
UM SORRISO SAUDÁVEL