Confira 7 sinais clássicos de que o siso está nascendo!

O famoso siso, conhecido também como dente do juízo, tem esse apelido devido ao fato de nascer apenas na idade adulta, e não na infância, como todos os outros dentes. Ele faz parte do trio de molares, sendo esse o terceiro molar — ou seja, os sisos são os últimos dentes que temos na gengiva, localizados na região posterior da arcada dentária.

Sem tempo para ler? Clique no play para ouvir!

Os quatro dentes do siso, dois superiores e dois inferiores, começam a nascer em uma idade que costuma variar entre os 17 e os 21 anos. Podendo irromper (nascer) antes ou depois desse período, em alguns casos, essa é uma experiência de sintomas desagradáveis e dolorosos.

Isso ocorre porque, nessa idade, os outros dentes já estão acomodados na arcada, faltando espaço para o terceiro molar nascer — que, muitas vezes, encontra-se também em uma posição inadequada. Você quer saber quais os sintomas de um siso nascendo? Descubra, aqui, 7 sinais clássicos de que ele está prestes a irromper!

1. Inflamação

A inflamação é um dos sintomas mais frequentes, sendo visível por meio da vermelhidão e inchaço na gengiva, principalmente ao redor do siso que está nascendo. Apesar de ser um processo fisiológico, ou seja, esperado e não muito preocupante, esse sintoma pode trazer incômodos ao paciente, devido a região poder ficar um pouco dolorida, principalmente nos momentos de se alimentar e na higienização da boca.

Se a região da gengiva onde seu siso nascerá está demonstrando esse sinal, certamente ele está começando a irromper. O uso de anti-inflamatórios pode ajudar, mas, se esse sintoma está incomodando muito, talvez esteja na hora de consultar um dentista para que ele avalie corretamente seu caso e para que possa oferecer o melhor tratamento.

2. Dor no local

A dor também é um dos sintomas mais comuns, mesmo se a pessoa tiver um siso nascendo de maneira correta, completamente reto e com espaço adequado na arcada dentária. Entretanto, se o dente do siso estiver em uma posição errônea, como deitado ou na diagonal, o que dificulta o seu nascimento, infecções podem ocorrer na região.

A infecção que ocorre na gengiva é chamada de pericoronarite e provoca dores intensas e desconforto ao paciente. Em casos mais extremos, infecções nos ossos também podem acontecer, podendo ocasionar uma perda óssea e de tecidos de sustentação dos dentes.

Além disso, acompanhado da dor, pode ocorrer também inchaço no local, assim como na face e nos linfonodos do pescoço. Além disso, o mau hálito também pode estar presente, devido à atividade das bactérias que estão provocando a infecção dentro da cavidade oral.

Se a sua dor no siso está constante e os analgésicos não estão mais fazendo o efeito esperado, procure rapidamente um dentista para verificar se a melhor opção é extrair seu terceiro molar.

3. Dor de garganta

A dor na garganta ocorre se a infecção já atingiu níveis mais sérios, se instalando em tecidos mais profundos da face. Nesses casos, apenas o uso de analgésicos não é o ideal, pois você precisa de algo para curar a infecção.

Procurar um dentista para receitar antibióticos e verificar a evolução dos tecidos infeccionados é a decisão ideal nessas situações.

4. Febre

Devido à infecção quando o siso está prestes a irromper, muitos pacientes que estão nessa situação apresentam um estado febril. Isso é um problema, pois a febre provoca cansaço e indisposição no paciente, que pode ficar acamado e impossibilitado de cumprir suas responsabilidades e afazeres.

Dessa forma, antipiréticos podem ajudar a combater esse sintoma. Entretanto, a consulta ao odontologista é fundamental para acabar com a causa de todos os problemas, que é o terceiro molar infeccionado quando está nascendo. Além disso, ele prescreverá antibióticos para combater a infecção e fazer você voltar a se sentir bem.

5. Movimentação dos dentes

Quando o siso está posicionado de maneira errada, muitas vezes ele fica incluso, ou seja, retido no osso e sem conseguir romper a gengiva, o que pode ser causado também por falta de espaço para o seu nascimento.

Assim, esse dente pode começar a movimentar os outros, entortando-os e provocando empilhamento, podendo até destruir e reabsorver a raiz dos dentes vizinhos. Nesses casos, além do incômodo provocado pelo siso, a estética do paciente estará em risco, o que é mais um motivo para que intervenções sejam realizadas rapidamente.

Assim, a extração de siso é fundamental para que esses sintomas sejam cessados e, principalmente, para que eles não se agravem, o que comprometeria muito a qualidade de vida do paciente.

6. Dificuldades na mastigação e na deglutição

Se o dente está nascendo em posição lateral, o siso pode começar a ter atrito com a bochecha, ou seja, raspar na boca. Dessa forma, ferimentos e ulcerações podem aparecer e provocar muita dor no momento de mastigar os alimentos.

Além disso, a pessoa que está com o siso nascendo pode ter dificuldades na deglutição, devido à resistência em movimentar a mandíbula para abrir a boca, sendo muito difícil engolir esses alimentos.

Essa situação também é muito problemática, considerando que uma alimentação deficiente pode ocasionar fraquezas, desnutrição, perda de peso, anemias e até doenças mais sérias. Procurar um dentista para a retirada desse siso é, portanto, fundamental para acabar com o problema.

7. Dores de cabeça

Dores de cabeça são sintomas muito associados a problemas na dentição. Isso é devido a toda estrutura de músculos, nervos e articulações da cabeça ser a mesma que a da face, ocasionando tensões que podem ser sentidas em diversas regiões do crânio, mesmo quando a causa são os dentes.

Nesse caso, quando posicionados inadequadamente na arcada, os dentes que foram empurrados pelo siso podem prejudicar a mastigação, como já citado, e até a fala. Essas situações aumentam o trabalho muscular e podem gerar fadiga, que é um estado de inflamação que provoca dores que podem se estender para a cabeça.

Novamente, a melhor opção para pacientes que estão com esse sintoma é procurar um dentista para avaliar o caso, que pode contar com soluções como a extração de siso e o uso de aparelhos ortodônticos para o alinhamento dos dentes que foram desajustados.

O siso nascendo, portanto, pode apresentar muitos sinais e provocar diversos sintomas desagradáveis, que afetam de maneira considerável a qualidade de vida do paciente. Procurar um dentista é, portanto, a melhor escolha para saber como tratar esses sintomas e para que ele avalie qual a conduta a seguir quando o terceiro molar está nascendo.

Gostou do nosso artigo? Então, com certeza, você vai se interessar sobre os motivos de retirar o siso antes dos 20!