Carnaval: 5 dicas para um sorriso em festa!

É verão, muita gente linda pra beijar, tem bebida, tem comida, maquiagem e outras coisitas más… Veja aqui como deixar seu sorriso em festa durante esse Carnaval.

Vamos começar com um dado muito importante: em uma única gota da saliva podem existir mais de dois bilhões de bactérias. Daí você pode pensar que é uma causa perdida esse lance da prevenção, mas não é. Veja nossas dicas para você curtir a folia e preservar seu sorriso ao mesmo tempo:

Fortaleça o corpo

É importante cuidar da alimentação, do sono e da hidratação, pois esse tripé vai garantir uma boa imunidade. E você pode pensar que isso é fácil, mas pode ser um desafio. Basta lembrar da maratona de blocos e festas que você pode querer ir e seguir, do dia todo de exposição ao sol, ingerindo apenas bebida alcoólica.

Descanse mesmo que seja pouco, tome um copo de água pelo menos a cada meia hora e prefira frutas, verduras e carnes grelhadas que são de fácil digestão e ideais para repor sais minerais e vitaminas.

Assim você também evita o mau hálito que pode vir tanto da desidratação, quanto do cansaço e da higiene bucal deficiente. Longos intervalos sem comer também podem dar mau cheiro na boca.

Use protetor solar nos lábios também para evitar ressecamento e rachaduras, que são perfeitas portas de entradas de infecções bucais, tais como a herpes e hepatite.

Higiene bucal é fundamental

Tanto para ter a boca sempre fresca e atraente, mas também para tirar os resíduos de alimentos e de possíveis infecções de vírus e bactérias provenientes de beijos, sexo oral, ou mesmo de compartilhamento de cigarros, copos e talheres.

Caso haja dificuldade em escovar os dentes momentaneamente, coma uma maçã que tem efeito detergente, mas não substitui a escova dental. As gomas de mascar sem açúcar também disfarçam o mau hálito e neutralizam o pH da boca.


Evite o consumo de drogas

As drogas muito usadas no Carnaval como o lança-perfume, éter e clorofórmio podem causar queimaduras na boca, sensibilidade dentinária e maior probabilidade de problema periodontal.

Em especial a cocaína, que pode causar erosão nos colos cervicais dos dentes, maior formação de cálculo, ressecamento da mucosa da cavidade bucal e maior incidência de descamação gengival.

Cuidado com quem você beija

Você sabia que existe a “Doença do Beijo”? Ela pode aparecer bem depois do Carnaval, de um mês a 45 dias após a folia. Muitos a conhecem como Sapinho ou mononucleose causada pelo vírus Epstein-Barr (EBV), transmitido pela saliva e tem como principais sintomas febre alta, desconforto abdominal, vômitos, dor muscular e inchaço dos gânglios.

Outras doenças também podem ser transmitidas pelo beijo, como a cárie, tuberculose, hepatite e sífilis. Principalmente para quem pratica sexo oral sem preservativo, há também o risco de contrair o condiloma acuminado, conhecido como crista de galo, lesão na esfera genital causada pelo Papilomavirus Humano (HPV). Além de outras DST’s como a gonorreia, caracterizada por vermelhão, ardência e prurido na mucosa, e a sífilis, ferida indolor no lábio ou língua.

Dente não é abridor

Evite traumatismos dentários ao tentar abrir embalagens plásticas ou mesmo garrafas. Mesmo porque no Carnaval, quase sempre se está alcoolizado então perde-se a percepção equilibrada das coisas.

Já pensou se você perde ou quebra um dente ou prótese? Ou pior, cortar a boca? Acaba a festa, você vai ter que fazer um atendimento em pronto socorro e ainda pode levar de recordação uma cicatriz.

De resto, é ser feliz, colorir a cara e o corpo, dançar e sorrir muito!

RT. CRO-GO-EPAO-425 C.D. Luis Francisco Coradazzi CRO-GO-CD-7747

RECEBA DICAS PARA TER
UM SORRISO SAUDÁVEL