Como é o pós-operatório do dente do siso? Confira 6 cuidados

A extração dos sisos é, muitas vezes, um procedimento indispensável para a sua saúde bucal. Entretanto, os pacientes que passam por essa cirurgia devem tomar algumas precauções e seguir todas as recomendações do cirurgião-dentista no pós-operatório do dente do siso.

A extração, que é uma cirurgia simples, é realizada, na grande maioria das vezes, em consultório e com anestesia local. Quando feita por um bom profissional, a cirurgia oferece poucos riscos e tem um baixíssimo índice de complicações.

No entanto, o período após a cirurgia é mais delicado e exige certa atenção a algumas situações importantes. Acompanhe, a seguir, 6 cuidados fundamentais para obter a melhor recuperação no pós-operatório do dente do siso!

1. Alimente-se de forma diferenciada

No pós-operatório do dente do siso, você só poderá se alimentar com comidas frias e geladas, preferencialmente de consistência líquida ou pastosa, durante 7 dias após a realização do procedimento.

Isso é necessário porque a temperatura mais baixa dos alimentos ajuda a evitar sangramentos e hemorragias. Os alimentos quentes devem ser excluídos da sua alimentação principalmente durante as primeiras 24 horas, pois prejudicam a cicatrização.

Além disso, a consistência líquida ou pastosa dos alimentos impede que a mastigação cause danos na região da cirurgia, o que poderia machucar ainda mais o local e até romper os pontos.

Assim, entre as melhores opções de alimentos, estão sucos naturais, purê de batata e sopas frias batidas em liquidificador, pois têm a temperatura e consistência adequadas, além de serem nutritivos, o que é necessário para uma boa recuperação.

Os sorvetes e demais derivados lácteos, como iogurtes, pudins e mingaus, são também ótimas alternativas, pois são fáceis de deglutir e a temperatura gelada pode contribuir para a diminuição da dor no local. Beber muita água no pós-operatório também é indispensável, visto que a hidratação do corpo auxilia em diversos processos do organismo e ajuda na recuperação.

2. Higienize sua boca

Apesar de estar com uma ferida na gengiva, no pós-operatório do dente do siso, continuar com todos os cuidados de limpeza bucal é necessário. Isso pois, sem a correta higienização, ocorre o acúmulo de resíduos alimentares, que atraem e proliferam bactérias que podem provocar infecção na região da cirurgia, o que tornaria a sua recuperação algo muito mais lento e complicado.

Assim, seguem algumas dicas para a correta higienização da boca:

  • procure escovar os dentes com uma escova macia, para evitar lesionar a gengiva e romper os pontos;  
  • faça sempre movimentos mais suaves, também para prevenir machucados no local da cirurgia;  
  • nas primeiras 24 horas, procure não escovar os dentes ao redor da ferida;  
  • não exagere na quantidade de pasta dental, pois ela pode provocar ardência;  
  • use sempre o fio dental, com movimentos leves e evitando a região da cirurgia nos primeiros dias do pós-operatório;  
  • utilize o antisséptico recomendado pelo seu dentista, que pode ser água oxigenada 10 volumes em algodão ou cotonete, para exterminar as bactérias que estão na sua boca e que podem causar infecções sérias.  

3. Não faça esforços

O repouso é importante para que a recuperação seja a melhor possível. Portanto, você não poderá praticar exercícios físicos no pós-operatório do dente do siso. Essa pausa deve durar, em média, 5 dias.

Além disso, é necessário evitar tomar sol, assim como banhos muito quentes, pois estes podem aumentar o risco de sangramento. Outro ponto fundamental é não falar muito, pois a movimentação da boca pode afetar a região da cirurgia.

4. Cuide do local da extração

Logo após o fim do procedimento, você deverá colocar uma gaze na região de onde o siso foi retirado e pressionar levemente com a mordida, para que o sangramento seja contido. Essa medida deve ser aplicada nas primeiras 24 horas do pós-operatório.

Nesse período, é normal acontecerem pequenos sangramentos, o que pode até manchar seus pijamas e roupas de cama ao dormir. Entretanto, uma perda sanguínea que não cessa e em quantidades maiores não é esperada e, se isso ocorrer, você deve procurar o seu dentista o mais rápido possível.

Evite cuspir no pós-operatório, assim como realizar movimentos de sucção, como ao sugar um canudo, porque essas também são atitudes que podem provocar sangramentos. Além disso, não passe a língua ou os dedos na região, pois isso pode levar bactérias para o ferimento, desencadeando infecções. Movimentos bruscos podem romper os pontos.

Se você é fumante, deverá parar de fumar no período, visto que o cigarro tem substâncias tóxicas que podem penetrar na mucosa da gengiva em cicatrização, aumentando as chances de inflamação e dificultando todo o processo.


5. Evite o inchaço e a dor

Esse é um ponto fundamental no pós-operatório para você se sentir melhor. Assim, faça compressas de gelo no primeiro dia, utilizando uma bolsa térmica ou até mesmo um saco plástico com gelo, sem esquecer de proteger a pele das bochechas com algum tecido para evitar queimaduras.

As compressas devem ser realizadas por 20 minutos, fazendo pausas pelo mesmo período de tempo, principalmente no primeiro dia do pós-operatório. No segundo dia, você pode começar a utilizar compressas quentes.

A dor, que será intensa quando a anestesia perder o efeito, será inibida com o uso de analgésicos potentes, os quais são prescritos na quantidade correta pelo seu cirurgião. Assim, siga corretamente as orientações do profissional e procure tomar uma dose do analgésico logo após a cirurgia, para evitar que as dores sejam sentidas.

Além desses medicamentos, você deverá utilizar antibióticos e anti-inflamatórios, os quais devem ser tomados, inclusive, antes da cirurgia, para evitar infecções e inflamação. O uso dos medicamentos, portanto, deve ser feito exatamente conforme a prescrição, nos horários corretos e até o fim do tratamento.

Ademais, o consumo de bebidas alcoólicas deve ser suspenso nesse período, pois o álcool interfere no tratamento medicamentoso que será utilizado durante o pós-operatório.

6. Procure seu cirurgião-dentista

Se você sentir qualquer incômodo fora do comum, como sangramentos intensos, dores nas articulações e músculos da face que não passam, inchaços severos ou infecções, não hesite em procurar o seu dentista.

Entretanto, mesmo se tudo estiver ocorrendo como o esperado e sua recuperação estiver sendo adequada, o retorno ao consultório deve ser realizado no prazo de 7 a 10 dias para a retirada dos pontos. Estes não podem permanecer por um tempo maior na sua boca, pois acumulam resíduos de alimentos, o que pode provocar placa bacteriana e cáries nos dentes vizinhos.

Outro motivo para comparecer ao consultório é que o profissional deve conferir se a cicatrização da ferida está ocorrendo conforme o esperado, podendo, assim, liberá-lo dos cuidados indicados para o pós-operatório.

Seguindo todas as orientações recomendadas pelo cirurgião-dentista, sua recuperação será rápida e logo você estará livre para fazer todas as suas atividades rotineiras. Apesar de ser um período um pouco incômodo, o pós-operatório do dente do siso costuma durar pouco tempo. Portanto, com persistência, você passará por esse período da melhor forma possível e sem complicações.

Ficou interessado no procedimento e gostaria de conversar com um profissional sobre a extração e o pós-operatório do dente do siso? Entre em contato conosco para encontrar um serviço seguro e de qualidade!

RECEBA DICAS PARA TER
UM SORRISO SAUDÁVEL