Implante dentário com carga imediata após extração

O implante imediato (ou carga imediata) é um tipo de implante dentário. O que diferencia o implante com carga imediata é a instalação do implante de titânio e prótese no mesmo dia da extração dentaria. Isso mesmo! Com o implante imediato o paciente não fica com espaço vazio entre os dentes, o que é muito constrangedor se estiver numa posição visível, como nos dentes da frente. Dessa forma, a instalação imediata do implante é uma maneira excelente de evitar que o paciente precise esconder o sorriso.

Continue lendo e veja em quais casos a extração de dente e o implante imediato podem ser feitos ao mesmo tempo. Confira!

O que é o implante imediato?

O implante dentário imediato funciona da mesma forma que os outros tipos de implantes. Para fazê-lo, um pino de titânio é colocado no alvéolo dentário através de uma pequena incisão. Se o implante que foi instalado tiver um bom travamento no osso, é possível instalar um provisório sobre esse implante, o que configura a técnica de carga imediata.

Esse pino irá fazer o papel de raiz do dente e uma prótese provisória (que fará a vez do dente) é fixada sobre esse pino. O paciente já pode ir embora para casa — note que isso tudo: extração de dente e implante imediato foram no mesmo dia.

Depois de um período, ocorre a integração do osso com o pino (o que é chamado de osseointegração) e uma nova prótese dentária, feita de acordo com a aparência, é fixada sobre o pino osseointegrado.

 

Qual o período entre a extração dentária e a colocação do implante imediato?

Ao ler um texto como esse, podemos pensar que o paciente sempre chega ao consultório para a extração do dente e fazer o implante mediato no mesmo dia. É claro que muitas vezes, talvez na maioria delas, seja assim mesmo que ocorra. Contudo, muitas vezes a pessoa pode perder o dente em um acidente ou com a ocorrência de um trauma.

Nesses casos, para que o dentista avalie se o implante com carga imediata é possível para o paciente, é fundamental que a pessoa procure o implantodontista o mais rápido possível, para que ainda seja viável a realização da carga imediata.

Isso porque, o período entre a extração dentária e a colocação do implante imediato deve ser o menor possível, preferentemente no mesmo dia da perda do dente. Cabe lembrar que se o trauma foi tão intenso que afetou demasiadamente a estrutura óssea local, nem sempre será possível fazer esse tipo de implante, o que fará com que o cirurgião-dentista converse com o paciente sobre outras opções.

Qual a preparação para fazer implante imediato?

Aqui, cabe lembrar que, em geral, serão feitos dois procedimentos em um só dia. Então, a anamnese e os exames pedidos pelo cirurgião-dentista especialista em implantodontia incluem os preparatórios para a extração do dente e a verificação da possibilidade de fazer o implante imediato.

Assim, ocorrerão certas etapas clínicas para o profissional avalie as condições de saúde do paciente — geral e bucal. Conheça-as!

Anamnese

Esse passo depende do estado em que o paciente chegar ao consultório. Se for uma primeira consulta, o implantodontista pedirá alguns exames de imagem e exames de sangue, pois se trata de uma cirurgia. Já se o paciente chegou ao consultório devido a um trauma e a cirurgia tiver que ser realizada imediatamente, algumas radiografias podem ser feitas um pouco antes da cirurgia.

A avaliação envolve o histórico de saúde, hábitos de vida (fumo, bebidas alcoólicas), medicamentos utilizados e presença de doenças crônicas. Em certos casos, tais fatores impedem que o procedimento seja feito. Por meio dos exames solicitados, é possível, ainda, identificar a presença de infecções e de lesões ósseas, que devem ser tratadas antes da inserção do implante imediato.

Exames de imagem

O cirurgião-dentista poderá solicitar exames de imagem tais como: radiografia panorâmica, tomografia e alguns dentistas podem trabalhar com o scanner intraoral iTero, que capta centenas de imagens do local aonde o implante será colocado. O objetivo dos exames é avaliar a qualidade (viabilidade) e a quantidade de ossos do maxilar e da mandíbula, nos quais o implante imediato será inserido. Se, após a observação dos exames, o cirurgião achar que a massa óssea é insuficiente, ele pode optar por fazer um enxerto ósseo antes de colocar o implante.

 

Quais são os benefícios do implante imediato?

Menos traumas

A principal vantagem da realização do implante dentário no mesmo dia da cirurgia para extração do dente é a diminuição de traumas para o paciente. Ou seja, com apenas uma cirurgia e um pós-operatório (ao invés de um para cada procedimento), não se faz necessário esperar que ocorra a cicatrização pós retirada do dente para colocar o implante, o que faz com que o tratamento seja mais rápido e muito mais confortável para o paciente.

Menos efeitos colaterais

Com a técnica de implante imediato, o cirurgião-dentista consegue evitar:

    •        a reabsorção óssea;
    •        a retração gengival;
    •      o desalinhamento da mordida (que pode acontecer, pois, os dentes sofrem movimentações para ocupar o espaço vazio ao lado do dente).

Melhores resultados

Os resultados obtidos com o implante imediato são mais eficientes do que o implante tradicional e atingem os objetivos do paciente, tanto em relação à parte funcional do dente (mordida, fala etc) quanto à parte estética, pois o sorriso do paciente é devolvido e, muitas vezes, fica melhor do que antes.

E então, gostou de saber mais sobre a técnica de implante imediato? Aproveite para agendar uma avaliação agora mesmo!