Você sabe como ocorre a cirurgia de freio labial? Veja aqui!

O freio labial é uma dobra da mucosa que liga a bochecha e o lábio à gengiva e à mucosa alveolar. Suas principais funções são promover a estabilização na linha média, limitar os movimentos do lábio e impedir a exposição excessiva do tecido gengival. Em alguns casos, ele pode provocar um espaçamento entre os dentes, por isso, muitas pessoas optam pela cirurgia.

A cirurgia de freio labial, também conhecida como frenectomia, consiste em cortar e remover o freio para a correção do problema. Ela também é indicada para as pessoas que apresentam um excesso dessa estrutura. O procedimento pode ser feito tanto na parte superior quanto na parte inferior da boca.

Neste post, vamos explicar quais são os tipos de freio labial e mostrar como funciona esse procedimento. Confira!

Quais são os tipos de freios?

Em odontologia, existem 2 tipos de freios:

  • freio lingual: localizado por baixo da língua, inserindo-se desde a língua até o assoalho da boca;
  • freios labiais (inferior e superior): localizados na linha mediana, são vistos quando abaixamos o lábio inferior ou levantamos o superior. Eles se estendem desde a gengiva frontal até o interior do lábio, tanto no maxilar inferior quanto no superior.

Lateralmente aos freios labiais, existem outras pregas mais largas, conhecidas como bridas, que são bastante semelhantes aos freios. As principais diferenças são suas dimensões em largura e localização.


Como ocorre a cirurgia de freio labial?

O aspecto normal do freio labial é de uma estrutura pequena e fina, entre os incisivos centrais. Algumas anomalias na posição dos freios podem afetar a fonação, interferir na mímica facial, prejudicar a movimentação do lábio, entre outras.

Por isso, é muito importante realizar um exame clínico detalhado, além de uma análise radiográfica para a avaliação do tecido ósseo. Isso é essencial para determinar o tratamento adequado para cada situação.

A cirurgia é simples e pode ser feita de duas formas distintas. Confira, a seguir, quais são elas.

Cirurgia convencional

Nesse caso, o procedimento é feito com anestesia local e utiliza-se um bisturi, sendo feitas incisões na secção do freio com o objetivo de removê-lo parcial ou totalmente. Após a cirurgia, é feita a sutura dos tecidos moles utilizando pontos.

Cirurgia com bisturi elétrico

Nesse caso, é utilizado um bisturi elétrico que permite reduzir o tempo de cirurgia, pois o objeto permite cortar e promover a coagulação imediata.

Além disso, é possível reduzir o edema e o trauma dos tecidos moles devido a ausência de pontos de sutura. Por isso, o pós-operatório nesse tipo de procedimento é mais tranquilo.

Como vimos, a cirurgia de freio labial é um procedimento bastante tranquilo, que pode melhorar a fonação e a movimentação dos lábios. Assim, para que o resultado seja satisfatório, é preciso usar um aparelho ortodôntico que ajudará a fechar o diastema. Para obter o melhor resultado, não se esqueça de marcar uma consulta com um dentista especializado.

Gostou deste conteúdo? Quer saber quais são os tratamentos feitos em nosso consultório? Então, entre em contato conosco. Será um prazer atendê-lo!

RT. CRO-GO-EPAO-425 C.D. Luis Francisco Coradazzi CRO-GO-CD-7747

RECEBA DICAS PARA TER
UM SORRISO SAUDÁVEL