reconquiste a liberdade de sorrir, conheça o implante dentário

IMPLANTE DENTÁRIO

IMPLANTE DENTÁRIO

Reconquiste a liberdade para sorrir.

Agende sua avaliaçãoAgende sua avaliação
reconquiste a liberdade de sorrir, conheça o implante dentário

IMPLANTE DENTÁRIO

IMPLANTE DENTÁRIO

Reconquiste a liberdade para sorrir.

Reconquiste a liberdade para sorrir.

RECONQUISTE A AUTOCONFIANÇA

Um dos benefícios do implante dentário é a reconquista da autoconfiança. Após o implante você poderá sorrir novamente, mastigar e sentir o paladar de suas comidas prediletas. Com o tempo, você perceberá como poder fazer tudo isso de novo traz uma melhora incontestável à autoestima.

RESTAURE A FORÇA DA MORDIDA

Ter de volta a função mastigatória é, sem dúvida, uma grande razão para fazer um implante dentário. Isso porque, com a mastigação de forma segura, a pessoa consegue comer todos os tipos de alimentos, inclusive os mais resistentes como castanhas e carnes.

Previne a perda óssea

Os implantes dentários são ótimas opções de substituição dentária que também promove a estimulação óssea da mandíbula, ajudando a prevenir a perda óssea.

IMPLANTE DENTÁRIO

Dr. Henrique Taniguchi  esclarece sobre uma das maiores dúvidas em relação ao implante dentário, além de tirar algumas dúvidas sobre o procedimento.

BENEFÍCIOS DE UM IMPLANTE

Os principais benefícios de se optar por fazer um implante são: 

  • Melhora a mastigação; 
  • Melhora a fonética; 
  • Não precisa ser retirada pelo paciente; 
  • É retirada por completo para manutenção; 
  • Eleva a autoestima do paciente; 
  • Traz mais praticidade para quem a utiliza — inclusive na higienização. 

IMPLANTE DENTÁRIO SEM CORTE

Ao pensar na inexistência de cortes, é natural imaginar que um implante dentário não dói, mas como qualquer cirurgia, pode haver dores e sensibilidade no pós-cirúrgico, o que é controlado com medicamentos prescritos pelo cirurgião-dentista. Isso porque, o implante dentário sem cortes, também conhecido como cirurgia guiada, é planejado por computador e a diminuição da dor se dá pela mínima incisão que é feita (imprescindível para fazer a implantação do pino) fazendo com que o procedimento seja menos invasivo. 

PRINCIPAIS RISCOS DE UM IMPLANTE DENTÁRIO

O implante dentário é uma cirurgia relativamente simples, realizada no próprio consultório onde um pino de titânio é instalado no tecido ósseo do paciente para que, posteriormente, seja colocada uma prótese do dente perdido. 

Porém, em alguns raríssimos casos podem ocorrer a rejeição ou até a alergia relacionada ao material metálico. É mais comum verificar os casos de rejeição do enxerto ósseo para aqueles pacientes que não contam com a estrutura do tecido ósseo para a instalação do implante. Mas casos de rejeição existem 

FATORES QUE CONTRA INDICAM UM IMPLANTE DENTÁRIO

Os principais motivos de contra indicação são:  

  • colocação de implantes dentários em crianças antes da fase final de crescimento; 
  • pessoas que tenha uma expectativa acima do normal com resultados e estética; 
  • Pessoas com problemas cardíacos de alto risco, como próteses valvulares aórticas ou mitrais, cardiopatias congênitas ou com antecedentes de endocardite infecciosa.

QUANTO TEMPO DURA O IMPLANTE DENTÁRIO?

A durabilidade do implante de titânio pode ser para o resto da vida do paciente. Ainda que as expectativas de durabilidade sejam extremamente animadoras, a verdade é que só se concretizarão caso o paciente adote todos os cuidados necessários de higiene oral.  

Saiba mais sobre o procedimento de implante dentário, leia nossos artigos.

ENTENDA COMO FUNCIONA O IMPLANTE DENTÁRIO

FASE DE PREPARAÇÃO

A primeira etapa é o planejamento prévio por parte do dentista. Nesta fase, o paciente passa por uma avaliação para verificar o estado de saúde da pessoa se está preparada para uma cirurgia. A colocação do implante é feita após uma avaliação da quantidade de osso na região a ser reabilitada, através de radiografias e tomografia para identificar qual o modelo e o tamanho do implante.  

FASE CIRÚRGICA

Essa é uma cirurgia de pequeno a médio porte, que utiliza anestesia localApós esse processo, é feito um pequeno corte na gengiva para expor o leito ósseo e, em seguida, utiliza-se pequenas brocas para fazer a perfuração do osso. O procedimento é feito por meio da expansão progressiva da cavidade para que possa receber o implante selecionado pelo cirurgião. Assim, o implante pode ser inserido na cavidade e, por fim, é realizada uma sutura na região. O procedimento dura cerca de 15 a 30 minutos.

FASE DE REABERTURA

Essa fase acontece de 3 a 6 meses depois da fase cirúrgica e equivale a uma segunda cirurgia menos agressiva que a primeira. O tempo entre a primeira e segunda fase depende da resposta fisiológica do paciente e da marca do implante usado. Esse procedimento é feito para reabrir caminho para que os implantes possam receber as próteses dentárias. 

COLOCAÇÃO DAS PRÓTESES

Após a cicatrização, as próteses são confeccionadas e colocadas no implante dentário do paciente. O processo pode depender de duas ou três sessões para ser executado, não havendo risco ao paciente. Os implantes dentários são confiáveis, práticos e é muito difícil de ser perdido após sua colocação.  

ACOMPANHAMENTO E MANUTENÇÃO

Assim que o implante e a prótese são colocados, é fundamental manter um acompanhamento regular com o dentista para a retirada e a limpeza da prótese. Ademais, é essencial manter bons hábitos de higiene bucal para que o implante não seja infectado e perca a sua integração com o osso subjacente. 

ENTENDA COMO FUNCIONA O IMPLANTE DENTÁRIO

FASE DE PREPARAÇÃO

A primeira etapa é o planejamento prévio por parte do dentista. Nesta fase, o paciente passa por uma avaliação para verificar o estado de saúde da pessoa se está preparada para uma cirurgia. A colocação do implante é feita após uma avaliação da quantidade de osso na região a ser reabilitada, através de radiografias e tomografia para identificar qual o modelo e o tamanho do implante.  

FASE CIRÚRGICA

Essa é uma cirurgia de pequeno a médio porte, que utiliza anestesia localApós esse processo, é feito um pequeno corte na gengiva para expor o leito ósseo e, em seguida, utiliza-se pequenas brocas para fazer a perfuração do osso. O procedimento é feito por meio da expansão progressiva da cavidade para que possa receber o implante selecionado pelo cirurgião. Assim, o implante pode ser inserido na cavidade e, por fim, é realizada uma sutura na região. O procedimento dura cerca de 15 a 30 minutos.

FASE DE REABERTURA

Essa fase acontece de 3 a 6 meses depois da fase cirúrgica e equivale a uma segunda cirurgia menos agressiva que a primeira. O tempo entre a primeira e segunda fase depende da resposta fisiológica do paciente e da marca do implante usado. Esse procedimento é feito para reabrir caminho para que os implantes possam receber as próteses dentárias. 

COLOCAÇÃO DAS PRÓTESES

Após a cicatrização, as próteses são confeccionadas e colocadas no implante dentário do paciente. O processo pode depender de duas ou três sessões para ser executado, não havendo risco ao paciente. Os implantes dentários são confiáveis, práticos e é muito difícil de ser perdido após sua colocação.  

ACOMPANHAMENTO E MANUTENÇÃO

Assim que o implante e a prótese são colocados, é fundamental manter um acompanhamento regular com o dentista para a retirada e a limpeza da prótese. Ademais, é essencial manter bons hábitos de higiene bucal para que o implante não seja infectado e perca a sua integração com o osso subjacente. 

Uma boa referência faz toda a diferença!

Alguns depoimentos dos nossos clientes

Com localização privilegiada em Goiânia, o CCO é especializado em Implantodontia, Cirurgia Bucomaxilofacial e Reabilitação Oral.

Há 14 anos no mercado de Goiânia, o CCO – Centro de Cirurgia Oral, já atendeu mais de 35 mil pacientes.

Hoje somos referência em cirurgias orais como extração de sisos, dentes inclusos, tracionamento, disjunções cirúrgicas, além de atuar com o tratamento reabilitador oral através de implantes dentais e facetas de porcelana.

Uma boa referência, faz toda diferença!

FAQ – Perguntas Frequentes

O implante dentário é recomendado para pessoas que tenham perdido um dente ou que, por algum tipo de problema, houve a necessidade de realizar a extração de um dente permanente. Recomenda-se que a implantação seja feita o mais rápido possível após a queda. 

Entretanto para que o tratamento seja realizado é necessário que o paciente atenda alguns pré-requisitos, tais como: 

  • Idade mínima de 18 anos; 
  • Ter finalizado o processo de formação e crescimento dos ossos da face; 
  • Gengivas saudáveis; 
  • Boa saúde física e bucal. 

Descobrir qual o implante dentário ideal para você vai depender muito da sua necessidade. A primeira coisa a ser analisada é: quantos dentes preciso implantar? 

Se você precisa implantar apenas um dente, o ideal é que seja colocado o implante fixo unitário. Se você precisa ter todos os dentes implantados, pode optar pela overdenture ou até mesmo por todos os dentes em seis implantes. 

O mais indicado neste caso, é procurar um cirurgião dentista de qualidade, que possa analisar o seu caso de forma isolada. 

O implante é realizado com a colocação de um parafuso produzido geralmente em titânio, esse parafuso é inserido no osso da mandíbula, servindo de estrutura para a colocação de prótese de resina ou porcelana. 

Esta fixação pode ser feita de dois modos: tradicional (por meio de incisão na gengiva) ou guiado realizado através de um guia confeccionado a partir de uma tomografia computadorizada 

O implante dentário é confeccionado em material totalmente biocompatível, o que significa que ele é compatível com o organismo, ou seja, não libera nenhum tipo de elemento prejudicial ao nosso organismo, portanto é seguro e eficaz. 

A Implantodontia evoluiu muito ao longo dos anos, e a cirurgia é rápida, simples e indolor. Assim, com cicatrização óssea mais breve e em pouco tempo o profissional já consegue colocar a coroa definitiva presa no local. 

Incisões na gengiva são necessárias durante o procedimento, por isso as pessoas temem sentir dor no implante dentário. No entanto, o procedimento é feito com anestesia local e cada paciente pode precisar de uma quantidade diferente de anestésico, o que é observado no ato da cirurgia. 

Após a abertura da gengiva, o cirurgião-dentista chega até o osso para implantar o pino. Neste momento não há possibilidades de dor, pois o osso não possui inervação, rede neural  responsável por levar o estímulo doloroso ao cérebro, portanto, sem nervos, sem dor. Dessa forma, o implante dentário não dói. 

Vale lembrar que há diferentes tipos de implante, desde aqueles que podem ser colocados um ou mais dentes, até aqueles os quais são implantadas próteses totais. Além disso, quanto mais tecnologia for empregada em todas as etapas do planejamento do tratamento até sua execução, mais alto será o investimento. 

Em relação aos valores, é importante salientar que não há um preço fixo. Um implante unitário pode custar, em média, entre R $2.000,00 e R $5.000,00. Naturalmente, como comentamos acima, o valor depende de diversos fatores que vão desde o profissional escolhido à quantidade de materiais e técnicas necessários em cada caso. 

É sempre importante prezar pela capacidade profissional de quem vai fazer seu tratamento. Por isso, antes de escolher um consultório, procure por boas referências e instituições de confiança.  

Os principais benefícios de se optar por fazer um implante são: 

  • Melhora a mastigação; 
  • Melhora a fonética; 
  • Não precisa ser retirada pelo paciente; 
  • É retirada por completo para manutenção; 
  • Eleva a autoestima do paciente; 
  • Traz mais praticidade para quem a utiliza — inclusive na higienização.

Ao pensar na inexistência de cortes, é natural imaginar que um implante dentário não dói, mas como qualquer cirurgia, pode haver dores e sensibilidade no pós-cirúrgico, o que é controlado com medicamentos prescritos pelo cirurgião-dentista. Isso porque, o implante dentário sem cortes, também conhecido como cirurgia guiada, é planejado por computador e a diminuição da dor se dá pela mínima incisão que é feita (imprescindível para fazer a implantação do pino) fazendo com que o procedimento seja menos invasivo. 

O implante dentário é uma cirurgia relativamente simples, realizada no próprio consultório onde um pino de titânio é instalado no tecido ósseo do paciente para que, posteriormente, seja colocada uma prótese do dente perdido. 

Porém, em alguns raríssimos casos podem ocorrer a rejeição ou até a alergia relacionada ao material metálico. É mais comum verificar os casos de rejeição do enxerto ósseo para aqueles pacientes que não contam com a estrutura do tecido ósseo para a instalação do implante. Mas casos de rejeição existem 

Os principais motivos de contra indicação são:  

  • colocação de implantes dentários em crianças antes da fase final de crescimento; 
  • pessoas que tenha uma expectativa acima do normal com resultados e estética; 
  • Pessoas com problemas cardíacos de alto risco, como próteses valvulares aórticas ou mitrais, cardiopatias congênitas ou com antecedentes de endocardite infecciosa.

A durabilidade do implante de titânio pode ser para o resto da vida do paciente. Ainda que as expectativas de durabilidade sejam extremamente animadoras, a verdade é que só se concretizarão caso o paciente adote todos os cuidados necessários de higiene oral.  

Com localização privilegiada em Goiânia, o CCO é especializado em Implantodontia, Cirurgia Bucomaxilofacial e Reabilitação Oral.

Há 14 anos no mercado de Goiânia, o CCO – Centro de Cirurgia Oral, já atendeu mais de 35 mil pacientes.

Hoje somos referência em cirurgias orais como extração de sisos, dentes inclusos, tracionamento, disjunções cirúrgicas, além de atuar com o tratamento reabilitador oral através de implantes dentais e facetas de porcelana.

Uma boa referência, faz toda diferença!

Agende sua consulta

FAQ – Perguntas Frequentes

O implante dentário é recomendado para pessoas que tenham perdido um dente ou que, por algum tipo de problema, houve a necessidade de realizar a extração de um dente permanente. Recomenda-se que a implantação seja feita o mais rápido possível após a queda. 

Entretanto para que o tratamento seja realizado é necessário que o paciente atenda alguns pré-requisitos, tais como: 

  • Idade mínima de 18 anos; 
  • Ter finalizado o processo de formação e crescimento dos ossos da face; 
  • Gengivas saudáveis; 
  • Boa saúde física e bucal. 

Descobrir qual o implante dentário ideal para você vai depender muito da sua necessidade. A primeira coisa a ser analisada é: quantos dentes preciso implantar? 

Se você precisa implantar apenas um dente, o ideal é que seja colocado o implante fixo unitário. Se você precisa ter todos os dentes implantados, pode optar pela overdenture ou até mesmo por todos os dentes em seis implantes. 

O mais indicado neste caso, é procurar um cirurgião dentista de qualidade, que possa analisar o seu caso de forma isolada. 

O implante é realizado com a colocação de um parafuso produzido geralmente em titânio, esse parafuso é inserido no osso da mandíbula, servindo de estrutura para a colocação de prótese de resina ou porcelana. 

Esta fixação pode ser feita de dois modos: tradicional (por meio de incisão na gengiva) ou guiado realizado através de um guia confeccionado a partir de uma tomografia computadorizada 

O implante dentário é confeccionado em material totalmente biocompatível, o que significa que ele é compatível com o organismo, ou seja, não libera nenhum tipo de elemento prejudicial ao nosso organismo, portanto é seguro e eficaz. 

A Implantodontia evoluiu muito ao longo dos anos, e a cirurgia é rápida, simples e indolor. Assim, com cicatrização óssea mais breve e em pouco tempo o profissional já consegue colocar a coroa definitiva presa no local. 

Incisões na gengiva são necessárias durante o procedimento, por isso as pessoas temem sentir dor no implante dentário. No entanto, o procedimento é feito com anestesia local e cada paciente pode precisar de uma quantidade diferente de anestésico, o que é observado no ato da cirurgia. 

Após a abertura da gengiva, o cirurgião-dentista chega até o osso para implantar o pino. Neste momento não há possibilidades de dor, pois o osso não possui inervação, rede neural  responsável por levar o estímulo doloroso ao cérebro, portanto, sem nervos, sem dor. Dessa forma, o implante dentário não dói. 

Vale lembrar que há diferentes tipos de implante, desde aqueles que podem ser colocados um ou mais dentes, até aqueles os quais são implantadas próteses totais. Além disso, quanto mais tecnologia for empregada em todas as etapas do planejamento do tratamento até sua execução, mais alto será o investimento. 

Em relação aos valores, é importante salientar que não há um preço fixo. Um implante unitário pode custar, em média, entre R $2.000,00 e R $5.000,00. Naturalmente, como comentamos acima, o valor depende de diversos fatores que vão desde o profissional escolhido à quantidade de materiais e técnicas necessários em cada caso. 

É sempre importante prezar pela capacidade profissional de quem vai fazer seu tratamento. Por isso, antes de escolher um consultório, procure por boas referências e instituições de confiança.