Dente do siso, por que extraí-lo?

O dente do siso, é o terceiro dente molar e normalmente erupciona entre os 17 e 25 anos de idade, ou seja, os sisos são os últimos a aparecerem na boca.

Um terceiro molar erupcionado parcialmente pode provocar gengivites (inflamação da gengiva), abscessos, irritação local, dor, edema e até mesmo o aparecimento da cárie dental (figura), já que a higienização se torna difícil na região.

Quando o terceiro molar fica totalmente incluso (dentro do osso), pode produzir reabsorção do dente vizinho, transtornos dolorosos e até degenerações (lesões císticas).

A inflamação normalmente ocorre quando o dente do siso está para nascer. Ela é chamada de pericoronarite e isso ocorre pois não há como realizar uma higienização de qualidade no local.

Assim, ocorre a formação de uma camada de resíduos alimentares que inflamam e causam uma dor enorme.A periconarite é a inflamação da gengiva que recobre o terceiro molar, ela causa dor no local ou na região de mandíbula e pescoço, além de dificuldade de abrir a boca, mastigar e engolir.

Algumas vezes causa até dor na ATM (articulação temporomandibular). O tratamento da pericoronarite consiste na higiene adequada do local, bochecho com anti-sépticos bucais, aplicação de água oxigenada na região (tratado pelo cirurgião-dentista) e, para a dor, analgésicos e anti inflamatórios. Se houver infecção instalada, há ainda a necessidade de antibióticos.

Segue abaixo alguns motivos para cirurgia no siso, ou extração do siso:

– Falta de espaço na arcada dentária;
– Obstáculo oferecido por dente vizinho;
– Permanência exagerada de dentes decíduos na arcada;
– Perda prematura dos dentes decíduos alterando a posição dos permanentes, chamado popularmente de “dor de dente no siso”.

Para que a cirurgia tenha um pós-operatório tranquilo e sem grandes desconfortos para o paciente, existem medicamentos adequados que são prescritas pelo Cirurgião Dentista.

CUIDADOS PÓS OPERATÓRIO

– Não fazer bochechos nas primeiras 24horas. ( É quase 100% certo que o paciente vai chegar a casa e vai bochechar bem a boca para sair o sangue todo e “limpar” a zona. Nada mais errado, só está a retirar o coágulo e a fazer com que a hemorragia não páre ou demore mais a coagular aquela zona)

– Não fumar. Não só pelo fato do tabaco atrasar a cicatrização.

– Utilizar o gelo durante as primeiras 24h…15min de gelo com 10min de intervalo no minimo.

– Não se deitar após a cirurgia nem fazer esforços fisicos ou abaixar muito a cabeça para ajudar na coagulação.

– No dia da cirurgia e no seguinte, dormir com uma almofada alta, mantendo a cabeça acima do nivel do corpo.

– Comer alimentos liquidos frios ou gelados nas primeiras horas, se possivel um dia inteiro. ( Ajuda a reduzir o inchaço e ajuda na cicatrização)

– Nos dias seguintes se possivel comer alimentos liquidos ou semi-liquidos.

– Tomar os medicamentos prescritos pelo médico dentista.

– Manter uma boa higiene oral da zona nos dias seguintes à extração.

RT. CRO-GO-EPAO-425 C.D. Luis Francisco Coradazzi CRO-GO-CD-7747