BLOG

Confira tudo o que você precisa saber sobre lentes de contato dental

As lentes de contato dental são próteses de porcelanas muito finas (0,2 mm a 0,4 mm de espessura), moldadas e colocadas sobre os dentes para reparar pequenas imperfeições de cor, tamanho ou forma. O material mais usado atualmente é o dissilicato de lítio, muito mais resistente que as porcelanas tradicionais.

Esse procedimento pode ser realizado em muitas espessuras, inclusive as extremamente finas, que adquiriram o nome de lentes de contato. Um grande progresso que ocorreu nessas próteses foram os produtos para colagem. Os agentes que unem o dente e o dissilicato de lítio são muito eficientes, proporcionando segurança aos pacientes e profissionais.

Neste post, vamos mostrar tudo o que você precisa saber sobre as lentes de contato dental. Confira!

Como funciona o processo de instalação das lentes de contato dental?

De modo geral, o paciente vai ao consultório odontológico para a primeira consulta e o dentista deve compreender os motivos que levaram a pessoa a escolher as lentes, e se o procedimento é realmente o mais adequado e vantajoso para o caso.

Em seguida, o profissional analisa a cor e a forma ideal das lentes para cada indivíduo, já que o laminado deve combinar com os lábios, rosto e personalidade de cada paciente. Confira, a seguir, como funciona o processo de instalação das lentes.

Prévia

Em determinados casos, a pessoa pode receber uma prévia de como ficará os dentes após a aplicação da lente por meio da colocação de uma resina bisacrílica em cima dos dentes naturais, sem que exista a necessidade do desgaste.

O material utilizado dura por volta de 2 dias e é ideal para quem ainda não se sente confiante e gostaria de visualizar os resultados antes de investir nos laminados definitivos.

Preparo dos dentes

Após o dentista e paciente chegarem a um acordo sobre a posição das lentes, formato e cor, é preciso que os dentes naturais sejam preparados para recebê-las. Assim, a superfície do dente é desgastada e adquire pequenas alterações.

Produção

Depois que os dentes são preparados, um modelo dos dentes pode ser reproduzido através de moldagem convencional ou de um scaner intra-oral. Nesse modelo, o laboratório de prótese produz as lentes.

Colocação

A última etapa do processo consiste no posicionamento das lentes já prontas, por meio de um adesivo líquido. Nessa fase, é muito importante que o tamanho e os detalhes de encaixe sejam milimetricamente adequados pelo dentista.

Anestesia

Muitas pessoas têm dúvidas se a anestesia é necessária nesse caso. Se o desgaste feito no dente for leve e não chegar à dentina (tecido responsável pela sensibilidade), é possível fazer a colagem das lentes sem anestesia.

No entanto, caso a pessoa necessite de reparos mais profundos e que possam chegar à dentina, o ideal é realizar o procedimento com anestesia para evitar qualquer tipo de desconforto.

Sessões

É preciso pelo menos 3 sessões com o profissional para completar a colocação das lentes, já que a técnica apresenta diversas etapas, como prévia, preparo dos dentes, produção e aplicação dos moldes.

Em quais dentes as lentes de contato são colocadas?

Em geral, as lentes de contato são colocadas apenas nos dentes da frente, mas em alguns casos, os pré-molares podem apresentar um formato ou cor muito diferente, podendo contrastar com as lentes colocadas. Portanto, nessas situações, as lentes são colocadas inclusive nos pré-molares.

A mesma situação deve ser observada com os dentes inferiores. Se eles ficarem escuros e os superiores claros, o recomendado é realizar o procedimento também nos dentes da arcada inferior, para evitar a diferença de cor entre eles.

Quando é indicado usar a lente de contato dental?

O tratamento com as lentes apenas é aconselhado para corrigir pequenas alterações de cor, textura, volume, formato, tamanho e posicionamento que não foram solucionadas por outros tratamentos.

Grandes desvios estéticos, como dentes muito tortos, ainda necessitam de um prévio tratamento ortodôntico. Além disso, é essencial que os dentes que receberão as lentes estejam resistentes e saudáveis.

Confira, a seguir, quando é indicado usar a lente de contato dental.

Formato inadequado

São considerados dentes com formato inadequado qualquer alteração de tamanho e forma, como:

  • dentes menores que os normais;
  • dentes em formato de cone;
  • dentes maiores que o usual;
  • dentes separados.

Os principais sintomas relacionados com os dentes de formato inadequado são:

  • queixas estéticas, em função da aparência das alterações que podem afetar dentes anteriores;
  • trincas ou fraturas, decorrentes da maior fragilidade que as estruturas dentárias possam apresentar;
  • maloclusão dentária, que devido a alterações de forma, o encaixe dos dentes na posição correta pode estar prejudicado.

Manchas

As manchas nos dentes são provocadas, geralmente, por fatores externos, maus hábitos alimentares e de higiene oral, como tabagismo, bebidas pigmentadas, flúor, entre outros.

Elas podem ser extrínsecas (na parte externa dos dentes), causadas pelo acúmulo de substâncias com corantes, ou de forma intrínsecas (parte interna do dente), surgindo durante a formação do dente, com alterações que podem afetar a dentina, estrutura ou esmalte.

Em geral, quando existe uma escovação correta, na qual se remove a placa bacteriana, ocorre a retirada de restos de alimentos que podem provocar o escurecimento dos dentes e um impedimento da multiplicação desses micro-organismos.

Caso a escovação não seja feita de maneira adequada, a pigmentação adere a essas placas e a sua remoção se torna difícil. Com isso, é possível retirar as manchas mais externas por meio das lentes de contato dental.

Cor indesejada

Dentes com cores indesejadas são caracterizados por manchas escurecidas ou esbranquiçadas. Em geral, não apresentam sintomas, mas surgem sinais visuais de alteração de cor, podendo variar do cinza até o marrom. As principais causas do problema são:

  • pigmentações extrínsecas causadas por cigarro, café ou alimentos muito pigmentados;
  • lesões de cárie, que podem apresentar manchas brancas ou sombras acinzentadas;
  • envelhecimento dentário;
  • excesso de flúor, que pode causar estrias esbranquiçadas.

Dentes desalinhados

Dentes desalinhados dificultam a higienização bucal, provocam um aspecto estético desagradável e podem provocar uma série de consequências negativas para o corpo, como dificuldades para mastigar. Além disso, podem resultar no aparecimento de bruxismo.

Por isso, o paciente deve marcar uma consulta com um dentista que poderá avaliar o quadro clínico e indicar o tratamento mais adequado para a situação.

As lentes de contato dental conseguem corrigir algumas imperfeições, mas nem todas. Portanto, o ideal é realizar um tratamento ortodôntico prévio antes de optar pelas lentes.

Dentes desgastados

A redução do tamanho dos dentes por desgastes do cotidiano afeta a autoestima das pessoas acometidas pelo problema. Assim, as principais causas são o bruxismo, estresse, cigarro, escovação inadequada e alimentos muito duros.

Por isso, o tratamento com o uso de lentes de contato dental é muito importante, pois traz mais segurança e otimização para aumentar o tamanho dos dentes.

Quais são as vantagens?

Por ser um tratamento que auxilia a corrigir dentes irregulares, manchados e espaçados, as lentes de contato dental apresentam diversos benefícios para a saúde e estética bucal. Confira, a seguir, quais são elas.

Preserva a estrutura natural dos dentes

Por serem feitas sob medida, as lentes de contato preservam a estrutura natural da arcada dentária de cada pessoa. Elas respeitam a estética facial e proporcionam um resultado muito confortável.

Ao respeitar o formato da mandíbula e boca, é possível evitar alterações na fala ou função mastigatória, além de possibilitar a harmonia do sorriso. Com isso, seu impacto é estético e funcional.

Melhora a estética do sorriso

Ao serem colocadas de forma estratégica sobre o dente que compromete o alinhamento do sorriso, as lentes de contato melhoram a sua simetria. Além disso, eliminam desarmonias resultantes de dentes pequenos e com tamanhos diferentes.

Elas também aprimoram o visual dos dentes separados, quebrados, mal posicionados e, ao mesmo tempo, proporcionam a oportunidade de o paciente ter um sorriso branco outra vez.

Restabelece a resistência e função dos dentes

A lente de contato dental é uma solução bastante simples que recupera a funcionalidade dos dentes em pouco tempo. Logo, quem opta por esse procedimento precisa ficar atento na hora de praticar alguns hábitos, especialmente durante as refeições.

Isso porque a lente, embora seja mais resistente após a cimentação, é mais frágil que o dente natural. Portanto, é necessário ter alguns cuidados para não morder alimentos duros que possam quebrar a lente.

Maior resistência às manchas

As lentes de contato dental auxiliam na proteção dos dentes contra o amarelamento e formação de manchas. Isso acontece em função da estrutura translúcida e ultrafina do material. Assim, essa característica permite a boa cobertura da superfície dentária, preservando o brilho e coloração, além de evitar o contato com pigmentos.

Quais são as desvantagens?

Apesar de todas as vantagens, as lentes de contato dental também apresentam algumas desvantagens que devem ser levadas em conta na hora da escolha do tratamento. Confira, a seguir, quais são elas.

O procedimento só oferece bons resultados em dentes com tonalidade mais clara

Para a maioria dos pacientes que optam pelas lentes, a cor delas é o aspecto mais importante. Além disso, é bom lembrar que existe uma forte tendência em se usar tons brancos mais fortes, em geral, mais claros que a cor natural dos dentes.

Assim, as lentes de contato dental não são a melhor opção de tratamento. Isso porque a técnica só oferece bons resultados quando aplicada em dentes que já apresentam uma tonalidade relativamente clara. Caso contrário, a tentativa de conferir uma cor muito branca aos dentes pode resultar em um sorriso sem naturalidade e harmonia.

Os dentes precisam estar razoavelmente alinhados

Outro erro bastante comum é a indicação das lentes para transformar e corrigir dentes desalinhados e muito tortos. Para que o tratamento funcione de maneira correta, é necessário que os dentes da pessoa estejam razoavelmente alinhados e sem muitas restaurações dentárias.

Manchas por flúor ou antibiótico são difíceis de serem mascarados

As manchas causadas por flúor ou antibióticos são problemas comuns que afetam a superfície do dente. Dependendo da intensidade com que se manifestam, a pigmentação muito escura não responde ao tratamento.

A técnica é bastante sensível à qualidade dos materiais

O uso de lentes de contato dental em tratamentos estéticos está entre os procedimentos mais difíceis em odontologia. Por serem delicadas e finas, qualquer descuido pode atrapalhar o resultado final do tratamento.

Quem pode e quem não deve usar?

Antes de iniciar qualquer tratamento, é essencial que o paciente entenda como a técnica funciona. Para a colocação das lentes de contato dental, é necessário um desgaste do dente. Isso é fundamental para que a estrutura seja bem encaixada e cimentada. Logo, dentes com alteração de cor ou manchados exigem um desgaste maior.

Por isso, é preciso fazer uma avaliação com um profissional qualificado para confirmar se o paciente pode ou não realizar o procedimento.

Assim, se você apresenta defeitos de formação do dente, manchas resistentes ao clareamento, fraturas dentais, trincas, presença de diastemas ou qualquer outra exigência estética, pode colocar as lentes de contato.

Qualquer pessoa que tenha uma estrutura de dente remanescente saudável pode ser submetido a este tipo de intervenção, lembrando que cada caso deve ser avaliado pelo dentista.

Dessa forma, o ideal é que o especialista faça uma análise específica e realize um ensaio restaurador para definir a melhor técnica a ser adotada. Com isso, o paciente consegue ter uma expectativa do procedimento.

Além disso, a colocação das lentes não é indicada quando o dentista visualiza que a pessoa apresenta alto risco de cáries e não tem uma boa higiene bucal. Outros casos incluem:

  • má oclusão;
  • dentes sobrepostos;
  • diminuição do esmalte dental;
  • dentes com grandes obturações;
  • doenças gengivais;
  • dentes enfraquecidos;
  • manchas acentuadas nos dentes;
  • grande perda de estrutura dental.

Ademais, também não é recomendado em adolescentes ou crianças que não tenham terminado a fase de crescimento facial. No caso dos jovens, isso vale para meninos de até, aproximadamente, 18 anos e as meninas até 16.

Qual é o tempo de duração da lente de contato dental?

Atualmente, problemas com a durabilidade das lentes de contato dental são praticamente nulos. O tempo de duração varia segundo uma série de relatos, como:

  • falta de cuidados na manutenção;
  • bruxismo;
  • uso indevido;
  • qualificação do profissional responsável pela técnica;
  • qualidade dos produtos utilizados;
  • uso de escovas de dente com cerdas duras e inapropriadas;
  • dieta com alimentos agressivos e ácidos à porcelana das lentes;
  • erros na adaptação das lentes junto aos dentes;
  • erros durante a confecção laboratorial;
  • higiene oral deficiente.

Com boas práticas de conservação, o ideal é que as lentes durem, pelo menos, 10 anos sem a necessidade de procedimentos adicionais ou de uma troca completa. No entanto, o tempo é bastante relativo, já que depende de determinados fatores que podem variar de pessoa para pessoa.

Assim, não adianta investir no procedimento e esquecer de manter uma boa higienização oral e seguir com maus hábitos. Essas condutas diminuem o tempo útil da lente, pois apesar de serem confeccionadas com material resistente, a cooperação do paciente é fundamental.

Além disso, as lentes não podem ser restauradas pelo profissional caso quebre ou lasque. Isso quer dizer que, caso precise trocá-las, é necessário refazê-las, confeccionando novas lentes.

Portanto, todo cuidado é pouco quando se fala desse procedimento estético. Fique atento e não deixe de tomar as devidas cautelas para que elas durem por muito tempo.

Quais são os cuidados para conservá-la?

Para manter o sorriso sempre bonito depois de realizar o procedimento, é necessário tomar alguns cuidados com a higienização e alimentação, além de deixar de lado alguns hábitos. Assim, podemos dizer que os cuidados com as lentes de contato dental são próximos àqueles que você deve ter com os dentes naturais.

Confira, a seguir, os cuidados essenciais que você deve ter.

Tenha uma boa higienização oral

Uma boa higiene bucal é essencial para manter os dentes e gengiva em ordem. Logo, escolha uma escova macia e com cabos lisos. Depois, escove os dentes com movimentos vibratórios circulares para que toda a sujeira acumulada seja retirada.

Esses movimentos não podem ser feitos com escovas duras, mas sim com as ultra macias e com grande quantidade de cerdas. Lembre-se que as lentes são feitas de uma camada fina de porcelana e escovas mais rígidas podem danificar o material. Além disso, não se esqueça de usar fio dental após as refeições para uma higienização completa.

Não roa as unhas

Sabe aquele hábito de roer unhas? Deixe-o de lado. Esse costume pode desgastar, fraturar ou lascar os dentes anteriores por causa do estresse provocado pela prática.

Além disso, morder objetos como canetas ou lápis pode causar bruxismo — ação não intencional de apertar ou ranger os dentes que provoca dor facial, sensibilidade dentária, dor de cabeça, perda dental e retração da gengiva. Por isso, evite esses hábitos para que as suas lentes de contato dental sejam preservadas por mais tempo.

Evite ingerir alimentos ácidos ou com corantes

Ao ingerir refrigerantes, iogurte, café, vinho tinto ou bebidas cítricas, tome o cuidado de fazer um bochecho com água e escovar os dentes após o consumo. A razão é que esses alimentos e bebidas apresentam corantes ou certo grau de acidez. A dica também é válida para a dentição natural.

Evite consumir alimentos muito duros

Alimentos duros, como amêndoas, castanhas e amendoins podem ser prejudiciais à dentição, pois a dificuldade de triturá-los desgasta o esmalte dos dentes. Quando contém açúcar, o perigo é ainda maior, pois o alimento pode ficar preso no dente ou entre ele e a gengiva, o que torna a limpeza mais difícil.

Faça visitas periódicas ao dentista

Como qualquer outro tratamento odontológico, é necessário realizar manutenções. Logo, a melhor maneira de manter os dentes em bom estado de saúde é realizar visitas periódicas ao profissional que fez o trabalho. Portanto, vá ao dentista a cada 6 meses para que ele possa avaliar a saúde bucal e o estado das lentes.

É importante lembrar que o descuido e a negligência na manutenção das lentes podem resultar em problemas diretos para a saúde bucal do paciente, assim como ocorre em outros procedimentos bucais. Assim, ao evitar as consultas clínicas, o paciente aumenta o risco de infiltrações cariosas, fratura e deslocamento das lentes, além da perda do brilho.

Portanto, siga as orientações do dentista corretamente. No primeiro ano do procedimento, a ida à clínica odontológica pode ser indicada de 3 em 3 meses e nos demais pode variar entre 6 meses a 1 ano, dependendo do hábito de cada paciente.

Qual a importância de um profissional qualificado para fazer o procedimento?

Para se ter um bom resultado com o procedimento, é essencial procurar um especialista qualificado e de confiança. Por isso, para escolher o ideal, disponibilidade e tempo são apenas alguns dos itens a serem avaliados.

Assim, como a técnica de colocação das lentes de contato dental é bastante específica, é necessário entregar a responsabilidade do tratamento nas mãos do profissional que poderá fazer tudo pelo bem-estar da pessoa. Para otimizar o tempo, busque por dentistas que trabalhem exclusivamente com a área de interesse para aumentar as chances de resolver o problema.

No entanto, se você decidiu se basear em informações de familiares e amigos para encontrar alguém capacitado, o ideal é selecionar as fontes. Por isso, siga as indicações de pessoas que você conhece e também confia. Isso facilitará bastante, pois a relação entre paciente e dentista também é pautada na confiança.

Por fim, para alcançar o desejo de ter um sorriso branco e harmônico, tenha certeza de ter feito uma boa escolha ainda no início. Logo, evite interromper o tratamento durante a execução, pois isso pode trazer muitos prejuízos. Assim, dialogue sempre para encontrar a melhor solução para o problema.

Como vimos, as lentes de contato dental são ótimas opções para quem apresenta os dentes manchados, deseja restabelecer a resistência e função dos mesmos ou melhorar a estética do sorriso. Por isso, marque uma consulta com um dentista para que ele possa avaliar o seu caso.

Além disso, não se esqueça de contar com um profissional qualificado para realizar a colocação das lentes sem complicações e com um excelente resultado.

Gostou deste post? Tem alguma dúvida? Quer saber como funciona o procedimento de colocação das lentes de contato dental em nossa clínica? Então entre em contato conosco. Será um prazer atendê-lo!

RT. CRO-GO-EPAO-425 C.D. Luis Francisco Coradazzi CRO-GO-CD-7747

RECEBA DICAS PARA TER
UM SORRISO SAUDÁVEL

Translate »