Implante dentário ou prótese fixa? Qual a melhor opção?

Quando se fala em tratamentos estéticos odontológicos, o implante dentário e a prótese fixa sempre são lembrados. Afinal, o que é cada um deles e para que servem esses procedimentos?
Tanto o implante dentário como a prótese fixa tem uma função: suprir a falta de dentes dos pacientes, seja total ou parcial, promovendo-lhes benefícios especiais, como um sorriso mais bonito.
O implante dentário e a prótese fixa melhoram a mordida e mastigação do paciente, evitando também problemas como a disfunção da articulação temporomandibular (ATM).
Inclusive, ambos os procedimentos promovem uma melhoria significativa da qualidade de vida e autoestima do paciente, que passará a se comunicar melhor sem se preocupar com a aparência de seus dentes.

Assim, o paciente consegue se inserir socialmente, aumentar seu círculo de amizades e se sente mais seguro para pleitear novas oportunidades de emprego, trocando ideias de forma mais descontraída em entrevistas.


Mas existem diferenças?

Ainda que tenham a mesma finalidade, o implante dentário e a prótese fixa possuem algumas diferenças que valem a pena ser conhecidas na hora de escolher seu tratamento estético.
Prótese Fixa: é quando todo o dente é substituto, dando lugar a um que foi criado por profissionais para suprir a falta dos dentes naturais do paciente. A prótese fixa pode ser utilizada sobre o implante dentário, bem como sobre dentes que deseja restaurar ou melhorar a aparência.
Implante Dentário: O implante, por exemplo, é uma base de metal que é fixada na gengiva do paciente através de cirurgia. Essa base geralmente é feita com titânio e serve como suporte para novos dentes.

RT. CRO-GO-EPAO-425 C.D. Luis Francisco Coradazzi CRO-GO-CD-7747

RECEBA DICAS PARA TER
UM SORRISO SAUDÁVEL