1.       O que são dentes sisos?

São os últimos molares e também os últimos dentes da arcada dentaria a nascerem, geralmente entre os 16 e 20 anos de idade. No total possuímos quatro dentes do juízo, como são popularmente chamados devido à idade em que nascem. Dependendo da posição que estes dentes nascem é necessário que se faça a extração de sisos para evitar problemas futuros.

2.       Os sisos podem trazer problemas ao paciente?

Por serem os últimos dentes a nascerem, por serem os últimos da arcada dentária e seu aparecimento pode ocorrer tardiamente, muitas vezes os sisos não encontram espaço suficiente na boca para se acomodarem. Esta falta de espaço pode acarretar alguns problemas como:
·         Apinhamento de outros dentes: por não possuírem espaço suficiente na boca, os sisos podem movimentar os outros, podendo deixá-los tortos resultando assim no acúmulo de sujeiras e bactérias;
·         Gengivite: devido à dificuldade na higienização, causando assim o acúmulo de placa bacteriana;
·         Cáries: devido ao seu posicionamento, os sisos se encontram em um local de difícil acesso durante a escovação, dificultando assim que seja feita a higienização oral de forma correta e resultando no acúmulo de bactérias e detritos;
·         Inflamação: as bactérias podem resultar no processo inflamatório do local, dor e a limitação da abertura bucal devido ao inchaço;
·         Pus: devido ao acúmulo de resíduos entre o dente e a gengiva.

3.       Quando é necessário realizar a extração de sisos?

Por mais comum que seja a extração dos terceiros molares, há casos em que a retirada dos dentes do juízo não se faz necessária. Isso varia da necessidade e quadro clínico de cada paciente. O primeiro passo para saber se deve-se realizar a extração é passar pela avaliação do cirurgião-dentista.

4.       Qual o melhor momento para se realizar a extração?

O momento ideal para se extrair os famosos dentes do juízo é antes dos 20 anos de idade. Isso porque, durante a faixa etária destinada a seu nascimento, o dente não possui sua raiz completamente formada resultando menor possibilidade de complicações e um pós-operatório mais rápido.

5.       Como é feita a extração de sisos?

A retirada destes dentes é feita atrás de um processo cirúrgico, realizado em consultório, de forma rotineira e simples. O primeiro procedimento a ser realizado para se iniciar a extração é a aplicação da anestesia local, logo após o anestésico surgir efeito é feita a incisão na gengiva do paciente com a intenção de deixar o dente a mostra.
A partir daí a forma como o dente será retirado varia de caso para caso. Em situações onde o dente está incluso ou semi incluso pode haver a necessidade de quebrar o molar para retirar seus fragmentos do tecido ósseo. Em casos onde o dente está totalmente a mostra o mesmo será retirado inteiramente. Finaliza-se o processo com a sutura.

6.       Como é o processo de recuperação pós extração?

A extração de sisos também é um processo operatório, por isso após o procedimento é necessário que o paciente siga algumas recomendações médicas, tais como:
·         Dieta líquida e pastosa durante os três primeiros dias;
·         Evite alimentos quentes;
·         Tome a medicação prescrita pelo cirurgião-dentista corretamente;
·         Faça compressas geladas;
·         Escove os dentes suavemente até a retirada dos pontos;
·         Não fume ou consuma bebidas alcoólicas durante o processo de cicatrização;
·         Volte ao consultório médico no tempo estipulado pelo profissional.
Durante as primeiras 24 horas após a extração de sisos é normal que ocorra sangramentos eventuais, dor e inchaço. É recomendável que o paciente tire todas as suas dúvidas com o cirurgião-dentista antes da realização do procedimento, até mesmo como uma forma de se tranquilizar e se preparar para a extração.

7.      O que comer depois de tirar o dente siso?

·         Sopas
·         Legumes
·         Sorvete
·         Sucos
·         Vitaminas

8.       Quais são as complicações que podem ocorrer após a extração dos dentes sisos?

Cerca de 2% das extrações resultam em “alveolite” (isto ocorre quando um coágulo de sangue não é formado ou sai da cavidade óssea onde o dente foi extraído, deixando o osso exposto ao ar, fluídos e restos de alimentos).
Uma alveolite pode ser muito dolorosa e tem que ser tratada com um curativo especial na área afetada para remover a infecção. Evitar beber líquidos quentes, fazer bochechos e cuspir imediatamente após a extração podem diminuir as possibilidades de isso acontecer.
Sangramento intenso que persiste por mais de 24 horas: O sangramento é normal durante as primeiras 24 horas após a extração do dente siso, mas não deve ser abundante e deve parar dentro de um dia.

9. Devo extrair o dente do siso?

Como os sisos são os últimos dentes a nascerem, muitas vezes não há espaço na arcada dental para acomodá-los, trazendo impactação do mesmo (abaixo da margem gengival e que não nascem), ou apinhamento (nascem tortos), ou erupcionam parcialmente. Isso tudo pode causar inchaço e dor na região.
Os dentes terceiros molares causam menos complicações ao serem removidos até o início da vida adulta, por apresentarem raízes em menor estágio de desenvolvimento. Por isso recomenda-se procurar um cirurgião dentista para examinar os dentes do siso e verificar a necessidade de serem extraídos.

10.       Quem já extraiu um siso tem que tirar todos os outros sisos?

 O que se recomenda é que, se foi retirado o siso superior do lado esquerdo, por exemplo, o inferior do mesmo lado também seja extraído. É o chamado dente antagonista. “Esse antagonista pode tentar ocupar o espaço do dente removido. O dente pode continuar ‘crescendo’ e machucar a gengiva oposta”.

11.       Não é bom retirar os sisos na adolescência?

O momento da retirada deve ser avaliado pelo dentista em cada caso. Há estudos que indicam a idade ideal entre os 16 e os 18 anos, porque há somente 2/3 da raiz formada. Após esse período, a extração pode ser mais complicada.

12. Sisos podem atrapalhar o alinhamento dos outros dentes?

 A força da erupção dos sisos pode fazer com que dentes vizinhos fiquem desalinhados ou até apinhados (uns por cima dos outros). O nascimento dos sisos também pode atrapalhar o tratamento ortodôntico.
“Como o dente siso é o último da arcada e normalmente tem pouco espaço para nascer, ele pode dificultar a movimentação dos outros dentes em tratamento com aparelhos ortodônticos”.

13.       Mesmo antes de nascer, o siso está sujeito a cáries?

Qualquer dente só estará sujeito à cárie se exposto ao meio bucal. Porém, se o siso estiver semi-incluso, ou seja, com uma parte exposta e outra sob a gengiva, e não houver uma higiene adequada, ele pode, sim, ter cárie.

14.       O siso pode atrapalhar a movimentação da boca, a fala e a respiração?

O dente siso não interfere na fala e na respiração. Pode acontecer de atrapalhar a movimentação da boca se gengiva estiver inchada ao seu redor, devido a um processo chamado pericoronarite (inflamação da gengiva).

15.       É normal sentir dor e ter sangramento quando o siso está nascendo?

Depende. Normalmente o dente do siso não causa dor nem sangramento para nascer. A dor acontece quando há uma infecção na parte da gengiva que recobre o siso.

16.       O siso é um dente mais difícil de extrair do que os outros?

Por estar em um local de difícil acesso, a extração do dente do siso é mais complexa. Muitas vezes, ele está numa posição desfavorável (em lugar de nascer na posição vertical, ele nasce horizontalmente ou inclinado) e isso pode dificultar a remoção.
Os especialistas, entretanto, dispõem de técnicas que permitem a extração com tranquilidade.

17.       É possível retirar os quatro sisos de uma vez?

 A extração dos quatro sisos de uma única vez pode ser feita em consultório e, ao contrário do que muita gente acredita, usando apenas anestesia local. “Mas esse tipo de procedimento não é necessário. Vai depender do julgamento do profissional”.

18.       Sisos inclusos podem provocar perda óssea?

Raramente. A perda de massa óssea ao redor do siso só acontece se houver um problema periodontal ou de infecção crônica. A perda óssea também pode estar ligada à formação de um cisto ou tumores. Mas esses são casos muito raros.

19.       É possível nascer sem os sisos ou com apenas alguns deles?

É muito comum. O siso é um dente em extinção, ou seja, ao longo do tempo a arcada humana diminuiu e o número de dentes foi reduzido. É uma adaptação do ser humano à evolução da espécie.